Já passaram por aqui

Quem sou...

Minha foto
Salete dos Santos
Ele pensou que ela fosse uma donzela presa na torre mais alta. Mal sabia que ela era a dona do castelo, do dragão  e de si mesma!

Meu site: https://www.facebook.com/artesanatos.artesetal/?fref=ts


Visualizar meu perfil completo

Livros favoritos

  • O vendedor de sonhos - Augusto Cury
  • Memórias das células - Paul Pearsall
  • O amor me trouxe de volta - Carol Bowman
  • Vencendo o passado - Zibia Gasparetto
  • O amanhã a Deus pertence - Zibia Gasparetto
  • Nada é por acaso - Zibia Gasparetto
  • Um amor de verdade - Zibia Gasparetto
  • Tudo tem seu preço - Zibia Gasparetto
  • Ninguém é de ninguém - Zibia Gasparetto
  • Quando chega a hora - Zibia Gasparetto
  • O advogado de Deus - Zibia Gasparetto
  • O amor venceu - Zibia Gasparetto
  • O Aleph - Paulo Coelho
  • O alquimista - Paulo Coelho
  • Brida - Paulo Coelho
  • A Lei da afinidade - Cristina Cairo
  • Cura pela meditação - Cristina Cairo
  • Linguagem do corpo I e II - Cristina Cairo

Seguidores

...::: Morenna Designer:::... morenna.designer@hotmail.com (11)8166 3721. Tecnologia do Blogger.
quinta-feira, 2 de junho de 2011

Almas Gêmeas - O que Deus uniu o homem não separa

Almas Gêmeas - O que Deus Uniu o Homem não Separa


2009-05-05 15:03

A inquietude das pessoas destrói o que é visível porque ainda não encontraram o que lhes completa. O homem busca incessantemente o poder político, financeiro, a sedução. Ele tenta, de todas as maneiras ser e permanecer independente, e provar a si mesmo que é capaz de tudo.
Antônia Maria de Lima

    Nós não somos independentes como pensamos, mas fazemos parte de uma mesma  alma em corpos separados: a Anima Mundi. O Universo é uma grande alma e tudo nele tem vida — portanto, somos parte de uma cadeia e o papel de cada alma fragmentada é evoluir, aprender e se unir à sua metade para cumprir o que veio realizar na Terra.
    Digo fragmentada pois podemos considerar uma fragmentação estarmos longe de nossa cara-metade, nos sentindo partidos, com saudades de algo que não sabemos o que é. Procuramos em rostos, nomes, cheiros, gostos, sonhamos com seres luminosos que envolvem nossas almas e corações de felicidade. Quando isto ocorre é inegável: a alma está dominando a razão.
    Quem nunca sonhou com seu par perfeito, dormindo ou mesmo acordado? O sonho de quase todos é ser querido, compreendido, aceito, admirado, sentir a plenitude nos olhos do amado sem precisar dizer nada, pois nos vemos nele.
    Existe também outra forma de fragmentação, quando a pessoa perde partes da  alma durante suas vidas presente e passada através de experiências de medo, dor, decepção, tristeza, traumas, vícios, etc. Isso vai tornando cada vez mais difícil o encontro da alma-gêmea pois, pois ela já não consegue reconhecer na outra aquilo que lhe encaixa.
    Para se unir a alma-gêmea é preciso realizar um profundo trabalho interno, pois certas leis cósmicas não devem ser transgredidas. Amar  a si mesmo é um fator fundamental, mas nem sempre é tão óbvio saber quem é este si mesmo. Em nossas vidas, tantos fatores colaboram para nos despersonalizar que nossa essência vai se perdendo e, sem saber quem somos, estaremos sendo aquilo que os outros esperam nós.     Assim, não conseguimos nem nos amar, nem reconhecer quem é o nosso verdadeiro par, de modo que começamos a lutar para satisfazer anseios estereotipados sem sequer definir o tipo de sentimento envolvido nos relacionamentos.

Amor Verdadeiro
    Existem vários tipos de sentimentos. Os positivos mais conhecidos são amor, paixão, amizade; os negativos são ódio, inveja, vingança e a necessidade de compensação que resulta na projeção. Muitas vezes esses sentimentos negativos estão tão profundos no inconsciente, que a pessoa pensa estar  buscando um amor quando, na verdade, é movida pelo desejo de sexo, posse, etc, o que cria e perpetua vínculos cármicos. Assim, perde-se cada vez mais a possibilidade de estar com o amor real, resultado da ausência de amor próprio, de egoísmo, de viver de expectativas em função dos outros, o que leva a tristezas, depressão e infelicidade.
    Existem casais egocêntricos que geram a destruição de si mesmos e de outros, sem nenhum interesse em transcender o seu Eu inferior, tendendo à arrogância e sofrimento em vários níveis. O amor verdadeiro é diferente da pura atração física e do amor mental, que é uma mera identificação de idéias.
    Quando a pessoa busca o sucesso a qualquer custo, esquecendo que faz parte de uma mesma alma em corpos separados, surge um extremo desequilíbrio que afeta a sua outra parte. Não somos separados e, mesmo inconscientemente, uma das partes trabalha para o sucesso da outra, mesmo sem estar por perto ou conhecê-la. Por exemplo, quando alguém é muito bem sucedido na vida, pode estar certo de que sua outra metade também está colaborando para isto, pois o propósito da alma nos propulsiona em nossa vocação. Assim, a alma-gêmea está trabalhando com todo o amor para isso, pois o trabalho tem de ser feito em conjunto, com as almas unidas para a evolução.
    Eis aí uma explicaçãozinha para tantas diferenças sociais e econômicas, e essa balança há muito está em desequilíbrio. A partir do momento em que todos se reconhecem, o trabalho é dividido, a estrada fica mais larga e o objetivo de alma  se cumpre plenamente. Porém, até chegarmos a esse ponto é preciso obter mérito, conseguir a integridade da individualidade, coerência de corpo, mente e espírito. O trabalho interno para se atingir essa coerência pode precisar de auxílio externo, de um curador espiritual.
    Quando a pessoa se sente pronta e inteira, saberá reconhecer sua alma-gêmea, que se aproximará como se fosse por mágica. Mas, mesmo então, é necessário saber mantê-la. As duas partes precisam estar inteiras e livres de carma, senão, existe o risco da perda.
    Um dos fatores que pode causar desunião é a força da sociedade, que empurra para a competição, para o desamor e para a briga desleal pela sobrevivência, o que consome nossos melhores valores e nos deixa com a nostalgia de que se poderia ter feito algo melhor. Encontrar a alma querida não é para qualquer um. É necessário despir-se de apegos  e resgatar o seu Eu Superior. E quando se tem a alma-gêmea por perto, o trabalho não pára, pois aí vem a missão divina de auxiliar os outros, que estão tateando sobre vagas lembranças e se enganando com cada rostinho bonito.
    O destino de duas metades é caminhar em direção ao Criador; o desejo último de toda alma é voltar para o Todo.
Também é importante saber que para tudo há responsabilidade e preço. Não adianta pensar que desistindo de seu objetivo você estará livre da responsabilidade: mais cedo ou mais tarde chegará a cobrança. As almas-gêmeas devem estar em equilíbrio. Nem tanto no espírito, para não ficar só no sentimento fraterno, e nem tanto no físico, para não se restringir unicamente ao sexo.

Sintomas
    O que Deus uniu o homem não separa. Antes de vir à Terra, o casamento já foi realizado no plano espiritual, assim como as escolhas, talentos, alegrias, dons, nobreza, pobreza, etc. — tudo para cumprir sua missão de alma que, consequentemente, traz a grande Lei que é o amor, pois a alma-gêmea é a essência espiritual.
    A mente  racional do homem separa, enquanto o coração une. O reconhecimento da alma-gêmea não está no desejo sexual que flui pelo chacra base, mas no chacra umbilical, que é a morada da alma, como uma longa fisgada. Quando se encontra a parte amada existem sentimentos indescritíveis, como o desejo de mover mundos, de entregar a alma e o coração ao amor. O amor de almas-gêmeas é um deleite dos Deuses, o conforto inesgotável do espírito. Existem sintomas físicos, como:
- Em uma conversa, perceber que a conversa flui como se as duas pessoas se conhecessem há muito tempo.
- Ao se preparar para dormir, ter a impressão da presença física da pessoa.
- Coincidências de situações na vida.
- Sensações de estar em casa e em paz ao lado da pessoa.
- Não é uma paixão, com ansiedades, inseguranças e expectativas comuns à paixão.
- Tem-se a certeza do eterno.
- Toda alma-gêmea é anunciada em sonhos.
- Existe um encanto no olhar, mesmo que a pessoa não seja bonita.
- Atração enigmática pela pessoa.
- Sente-se a presença nítida mesmo quando distante.
- Sonha-se freqüentemente com a pessoa, com impressões reais.
- Tem-se a sensação de que a busca acabou, com um sentimento de felicidade.
- Geralmente, só aparece numa fase mais madura da vida;
- Sensação de fazerem parte de um todo.
- Se têm filhos, eles são belos, inteligentes e saudáveis.
- Evitam o exagero sexual, embora sintam o desejo.
- Sensação de plenitude e otimismo.
- Ficam sintonizadas mental e espiritualmente; captam situações uma da outra, mesmo a distância.
- Sensação de terem vivido as mesmas experiências e o desejo de compartilhar tudo de bom ou ruim com a pessoa.
- Existe ternura nas palavras, na voz e nos gestos.

Precauções quando se encontra alma-gêmea
- Não ouvir as vozes do mundo, sentindo-se pressionado por regras de pessoas ou da sociedade.
- Ocultar o relacionamento das pessoas acomodadas, invejosas, que minam e destroem a felicidade, pois quando se encontra a alma-gêmea até os anjos sentem inveja, pois é como se um deus estivesse amando outro.
- Ser fiel, pois ninguém é tão importante quanto o seu amor.

As afinidades
    Muitos buscam, pouco encontram. E se uma das partes renega a outra, vêm os castigos, podendo, por exemplo, levar a desencontros por séculos, não ter felicidade ou paz ao lado de ninguém mais, viver uma sensação de vazio, de saudade, de que a busca continuará, de que o bom se foi. A pessoa pode perder talentos (pois estes serviam para sinalizar a busca de sua alma-gêmea), começar a errar cada vez mais nas escolhas e perder todo o trabalho já realizado na senda da evolução, por ter agido de forma arrogante. Por isso, antes de sair procurando a alma-gêmea é importante ter certeza de que se está pronto para pagar o preço.
    Não acredito que uma pessoa tenha mais de uma alma-gêmea. Aceitar essa possibilidade é também se acomodar e aceitar o comum, é não querer evoluir e esperar que o parceiro se adapte às suas expectativas, é mudar de parceiro/a em atitudes sem compromisso.
    Alma-gêmea não quer dizer necessariamente que a pessoa seja linda, rica, intelectualizada, etc. As afinidades vão além disso. Às vezes existem sentimentos  em comum — uma aprende com a outra sem sofrimento, têm gostos, idéias, desejos, sonhos  e vontades afins. Não importa a etnia, idade, religião ou mesmo o sexo, pois alma não tem sexo e, se hoje alguém está predominantemente  feminino ou masculino, pode ter tido vidas com outras formas físicas.
    As almas-gêmeas do mesmo sexo têm uma missão ainda mais árdua: enfrentar o preconceito e a hipocrisia alheia como se fosse um castigo. Mas, a partir do momento em que descobrem que só o amor eleva, os castigos acabam, pois o princípio masculino e feminino estão presentes em todos os seres.

Mudanças
    Estamos vivendo um momento muito importante, entrando na Era de Aquário e saindo da Era de Peixes, na qual as pessoas andavam como peixes em cardumes e os relacionamentos, sem fundamento na individualidade, só serviam para ajustes cármicos.
    Agora, os sinais da mudança de paradigma estão cada vez mais visíveis. Exemplo disso é o fato dos casais estarem se casando mais tarde, a valorização da escolha pessoal em detrimento dos casamentos arranjados, a maior independência da mulher e a possibilidade de separação no caso de uma escolha ruim.
    E justamente em função dessa mudança de paradigmas a Era de Aquário promete facilidades no encontro de alma-gêmeas. O próprio plano espiritual quer nos ajudar nessa libertação, para juntarmos forças e realizarmos o que é mais profundo dentro da verdade divina.
    Também é por isso que está aumentando a formação de grupos de almas, como por exemplo o caso de um coven, onde pessoas tentam resgatar valores  acalentados no passado e que, pelas pressões da cultura de uma época, tiveram de abandonar. Num coven, restaura-se a consciência de irmandade e unidade perante um culto comum para o crescimento de todos os participantes.
    Por outro lado, existem os grupos de almas especiais, de pessoas altamente evoluídas, que escolhem doar o conhecimento e sabedoria aos que ainda precisam de esclarecimentos.
    Finalmente considero que,  embora o anseio maior de todos seja o encontro de sua alma-gêmea, antes de empreender essa busca cada deve tomar consciência da seriedade do divino e trabalhar seu ser, estruturando sua vida para recepcionar a alma bem-amada.

Para Saber Mais;
Wicca Cia das Bruxas
www.wiccaciadasbruxas.com.br

0 comentários:

Mensagem

"Qualquer caminho é apenas um caminho, e não há ofensa para si ou para outro em abandoná-lo se é isto que o seu coração diz a você...
Olhe para cada caminho bem de perto, estudando-o cuidadosamente.
Experimente-o quantas vezes achar necessário.
Então pergunte a você mesmo, e somente a você mesmo uma questão: "Esse caminho tem um coração? Se ele tem, é um bom caminho; se não tem, é inútil".

D. Juan, "brujo" Yaqui

Já publicado

Siga-me no seu email

Twitter