Já passaram por aqui

Quem sou...

Minha foto
Salete dos Santos
Ele pensou que ela fosse uma donzela presa na torre mais alta. Mal sabia que ela era a dona do castelo, do dragão  e de si mesma!

Meu site: https://www.facebook.com/artesanatos.artesetal/?fref=ts


Visualizar meu perfil completo

Livros favoritos

  • O vendedor de sonhos - Augusto Cury
  • Memórias das células - Paul Pearsall
  • O amor me trouxe de volta - Carol Bowman
  • Vencendo o passado - Zibia Gasparetto
  • O amanhã a Deus pertence - Zibia Gasparetto
  • Nada é por acaso - Zibia Gasparetto
  • Um amor de verdade - Zibia Gasparetto
  • Tudo tem seu preço - Zibia Gasparetto
  • Ninguém é de ninguém - Zibia Gasparetto
  • Quando chega a hora - Zibia Gasparetto
  • O advogado de Deus - Zibia Gasparetto
  • O amor venceu - Zibia Gasparetto
  • O Aleph - Paulo Coelho
  • O alquimista - Paulo Coelho
  • Brida - Paulo Coelho
  • A Lei da afinidade - Cristina Cairo
  • Cura pela meditação - Cristina Cairo
  • Linguagem do corpo I e II - Cristina Cairo

Seguidores

...::: Morenna Designer:::... morenna.designer@hotmail.com (11)8166 3721. Tecnologia do Blogger.
sexta-feira, 24 de junho de 2011

Ser ou não ser

Ser ou não ser

Hoje me questionava a respeito do que somos.
Somos aquilo que os outros pensam da gente, ou somos aquilo que pensamos que somos?
Na verdade, como disse um amigo, somos aquilo que os outros pensam da gente, mas cada um vai nos ver de acordo com aquilo que espelhamos nele mesmo.
Então cada pessoa terá uma imagem de nós, pois estará nos vendo através da própria imagem.
Mas o que nos faz ser verdadeiros com a gente mesmo?
Ouvir o próprio coração e não se incomodar com o que o outro pensa sobre você, ou o que ele espera de você, pois só assim estará respeitando a si próprio. Tenha coragem para ser você mesmo! Tenha coragem de ouvir seu coração, mesmo que isso contrarie algumas pessoas, mesmo que você erre e tenha de voltar atras...
Você tem coragem de ser você mesmo ou acha dificil?

0 comentários:

Mensagem

"Qualquer caminho é apenas um caminho, e não há ofensa para si ou para outro em abandoná-lo se é isto que o seu coração diz a você...
Olhe para cada caminho bem de perto, estudando-o cuidadosamente.
Experimente-o quantas vezes achar necessário.
Então pergunte a você mesmo, e somente a você mesmo uma questão: "Esse caminho tem um coração? Se ele tem, é um bom caminho; se não tem, é inútil".

D. Juan, "brujo" Yaqui

Já publicado

Siga-me no seu email

Twitter