Já passaram por aqui

Quem sou...

Minha foto
Salete dos Santos
Ele pensou que ela fosse uma donzela presa na torre mais alta. Mal sabia que ela era a dona do castelo, do dragão  e de si mesma!

Meu site: https://www.facebook.com/artesanatos.artesetal/?fref=ts


Visualizar meu perfil completo

Livros favoritos

  • O vendedor de sonhos - Augusto Cury
  • Memórias das células - Paul Pearsall
  • O amor me trouxe de volta - Carol Bowman
  • Vencendo o passado - Zibia Gasparetto
  • O amanhã a Deus pertence - Zibia Gasparetto
  • Nada é por acaso - Zibia Gasparetto
  • Um amor de verdade - Zibia Gasparetto
  • Tudo tem seu preço - Zibia Gasparetto
  • Ninguém é de ninguém - Zibia Gasparetto
  • Quando chega a hora - Zibia Gasparetto
  • O advogado de Deus - Zibia Gasparetto
  • O amor venceu - Zibia Gasparetto
  • O Aleph - Paulo Coelho
  • O alquimista - Paulo Coelho
  • Brida - Paulo Coelho
  • A Lei da afinidade - Cristina Cairo
  • Cura pela meditação - Cristina Cairo
  • Linguagem do corpo I e II - Cristina Cairo

Seguidores

...::: Morenna Designer:::... morenna.designer@hotmail.com (11)8166 3721. Tecnologia do Blogger.
domingo, 4 de setembro de 2011

Mulher de atitude assusta ou encanta?

Mulher de atitude assusta ou encanta?

:: Rosana Braga ::

Nos últimos 30 anos, mais ou menos, o universo feminino tem experimentado profundas e inimagináveis mudanças. Se isso é bom ou ruim? Depende! Depende de como cada mulher encara e lida com essas mudanças. Depende da flexibilidade, da capacidade de ponderação, da noção de si em relação ao que acontece no mundo.

Enfim, mudanças são inevitáveis desde que a humanidade existe. Isto é fato e, portanto, indiscutível. Agora, sabemos que quando se trata de coração, amor e relações afetivas, as mudanças são sempre polêmicas e pedem um tempo para serem compreendidas, assimiladas e transformadas em possibilidades positivas, altruístas e criativas. Cada um no seu ritmo, ao seu tempo...

E com as mulheres de atitude, o caso não é diferente! Hoje mesmo, pra começarmos a ter uma noção de que tipo de atitude podemos estar falando, recebi uma notícia por e-mail que dizia assim: "Site de traição registra mais de 11 mil mulheres em apenas um dia. Brasil é o país com maior índice de traição e amantes nos locais onde o site já atua". Obviamente, o título me chamou a atenção e fui ler do que se trata. Resumindo: foi criado um site, já presente em vários países, e lançado no Brasil há 42 dias, para pessoas infelizes no atual relacionamento encontrarem amantes dispostos a ter apenas casos discretos.

A matéria aponta o número de registros de homens - que ainda é maior comparado com o das mulheres - e ainda arrisca estatísticas e razões para tudo isso. E fiquei me perguntando: o que é que está acontecendo conosco, meu Deus? O que significa essa busca? Medo? Conformismo? Desesperança? Excesso de atitude feminina? Falta de atitude masculina? Tudo isso junto e ao mesmo tempo?

Bem, penso que nenhuma dessas perguntas ou das respostas que poderíamos encontrar sejam um motivo por si só. Evidente que esse panorama é resultado dessas últimas décadas de mudança não só nas atitudes femininas como também nas masculinas. E muito mais vêm por aí, sem dúvida.

Somos um sistema. Não tem essa de encontrar os responsáveis. As mulheres não são o que são apenas por si mesmas e nem os homens. Afetamos e somos afetados pelo outro, sempre! Mas a impressão que me fica é a de que perguntas como essa que fiz no título deste artigo (Mulher de atitude assusta ou encanta?) jamais deveriam ser levadas em conta no momento de nortear o próximo passo feminino ou o próximo julgamento masculino e vice-versa.

Penso estar mais do que na hora de começarmos a formular perguntas e buscar respostas dentro da gente e não fora. Importa muito menos o fato de uma mulher estar encantando ou assustando os homens com suas atitudes do que o fato de ela se questionar se estas atitudes estão realmente coerentes com seu coração, seu desejo mais genuíno e as reais intenções para sua vida!

Ainda aposto que atitudes espontâneas, sintonizadas com sentimentos conscientes, sejam sempre encantadoras; enquanto que atitudes imbuídas de estratégias e joguinhos sejam sempre assustadoras, ainda que demorem a revelar estas facetas. O fato é que quanto mais as pessoas se tornam fakes, pouco importa qual imagem estão vendendo, o resultado nunca poderá ser bom!

De modo que a minha sugestão, às pessoas que se relacionam para fazer o amor valer a pena e não para pegar o primeiro atalho e amenizar os desafios da atual relação, é que procurem ter atitudes sempre. E que procurem o equilíbrio: nem se ausentar e nem se exceder. Mas como isso nem sempre é fácil, quando não souberem o que fazer, apenas esperem, em silêncio, ouvindo o próprio coração, até que a melhor resposta apareça.

Porque, no final das contas, é sempre melhor calar enquanto não houver nada de bom a dizer. Assim como é sempre melhor aquietar enquanto não houver nenhuma atitude em harmonia com seu coração a ser tomada!

Do site: STUM

1 comentários:

Manoel disse...

Muito bom o texto. Parabens pelo conteudo, e parabens pelo blog bem como pelo seu trabalho.

Mensagem

"Qualquer caminho é apenas um caminho, e não há ofensa para si ou para outro em abandoná-lo se é isto que o seu coração diz a você...
Olhe para cada caminho bem de perto, estudando-o cuidadosamente.
Experimente-o quantas vezes achar necessário.
Então pergunte a você mesmo, e somente a você mesmo uma questão: "Esse caminho tem um coração? Se ele tem, é um bom caminho; se não tem, é inútil".

D. Juan, "brujo" Yaqui

Já publicado

Siga-me no seu email

Twitter