Já passaram por aqui

Quem sou...

Minha foto
Salete dos Santos
Ele pensou que ela fosse uma donzela presa na torre mais alta. Mal sabia que ela era a dona do castelo, do dragão  e de si mesma!

Meu site: https://www.facebook.com/artesanatos.artesetal/?fref=ts


Visualizar meu perfil completo

Livros favoritos

  • O vendedor de sonhos - Augusto Cury
  • Memórias das células - Paul Pearsall
  • O amor me trouxe de volta - Carol Bowman
  • Vencendo o passado - Zibia Gasparetto
  • O amanhã a Deus pertence - Zibia Gasparetto
  • Nada é por acaso - Zibia Gasparetto
  • Um amor de verdade - Zibia Gasparetto
  • Tudo tem seu preço - Zibia Gasparetto
  • Ninguém é de ninguém - Zibia Gasparetto
  • Quando chega a hora - Zibia Gasparetto
  • O advogado de Deus - Zibia Gasparetto
  • O amor venceu - Zibia Gasparetto
  • O Aleph - Paulo Coelho
  • O alquimista - Paulo Coelho
  • Brida - Paulo Coelho
  • A Lei da afinidade - Cristina Cairo
  • Cura pela meditação - Cristina Cairo
  • Linguagem do corpo I e II - Cristina Cairo

Seguidores

...::: Morenna Designer:::... morenna.designer@hotmail.com (11)8166 3721. Tecnologia do Blogger.
domingo, 4 de setembro de 2011

Reflexos do que pensam de mim

Reflexos do que Pensam de Mim

:: Saul Brandalise Jr. ::


Existe um fato inegável pelo qual todos nós já passamos, ou estamos passando, que se chama "reflexos do que somos".
Também podemos chamar este fato de "retorno do que plantamos".
É muito difícil avaliar os retornos, se não estivermos acostumados a aceitar que a vida é Causa e Efeito.
Quando eu viro um robô, por conta daquilo que as pessoas pensam de mim, e me comporto como um verdadeiro ator, esqueço quem Eu sou e passo a ser vítima das aparências.
Ora, como uma vítima de aparências constrói seu conteúdo?
Difícil, não é verdade?
Como posso ser verdadeiro e real, se sou o que os outros querem que eu seja?
Não há como ser verdadeiro se "dissimulo" para mim mesmo. Na realidade, sou um bom ator, mas pago um alto preço, cujos reflexos irão impactar a minha saúde.

É indiscutível que, como consequência, passe a me preocupar com as aparências, com as grifes, as boas marcas, vestindo-me para os outros e não para mim mesmo.
Sou o que todos querem que eu seja e me perco facilmente neste emaranhado de coisas materiais e sem sentido.
Minha vida não é a minha vida, mas um pouco daquela de cada um que me cerca...
Vou-lhes dar conhecimento de um e-mail que recebi e que serve de base para que possamos refletir...

Oi, Saul... Tudo bem?
Acabei de acompanhar esse último texto... é... Fantástico!!!
Saul, durante muito tempo (e até há pouco tempo), vivi essa luta de ter receio do que os outros iriam pensar de mim...
Não foram poucas as vezes em que dizia sim, querendo dizer não e o contrário, também; sempre amargando o receio de não corresponder às expectativas que os outros nutriam por mim.
É lógico que vivia com freio de mão puxado, angustiada e contrariada, na maioria das vezes... (Sempre preocupada com o pensamento e o julgamento dos outros)...
Isso vem lá da infância, uma criação cheia de controles e falsidades e nada de verdade nos sentimentos.
Vivi tudo pela metade, relacionamentos então... tudo mascarado, sem criar vínculos... Preocupada com os (outros), não se cria vínculo, não há entrega... Tudo é SUPERFICIAL... no trabalho, nas amizades; em TUDOOOOO!!!
Então, foi lendo um de seus textos (faz tempão isso) em que V. já se posicionava dessa forma. Tomei-a como regra para mim...
Cara, não me preocupei mais com esse assunto do que os outros pensam de mim (Pelo menos, não com tanta veemência, como fazia)... Olha, de fato, deixa a gente prá lá de leve...
Esse texto, tudo a ver... Muito bom!

Vivemos muito, na maioria das vezes, de aparências e em função do que ditam as regras do meio em que nascemos. A causa de muita depressão, desânimo e doenças que os médicos não conseguem diagnosticar -ainda-, vêm de nossa insatisfação com o que somos...
Só mudar de cidade também não resolve. Precisamos, efetivamente, mudar de valores, pensamentos e atitudes. Tudo a nosso favor. Só nós sabemos o que é bom para a nossa vida!
Primeiro verifique se aquilo em que você crê lhe serve. Estes são seus valores.
Depois poderá pensar a seu favor...
Cuide-se, porque só você sabe do que gosta e como gosta. Os outros podem até querer ajudar, mas primeiro precisam saber se você realmente quer, e precisa, de ajuda...

Sei que nos veremos, mais fortes e lúcidos.
Beijo na alma

Do site: STUM

0 comentários:

Mensagem

"Qualquer caminho é apenas um caminho, e não há ofensa para si ou para outro em abandoná-lo se é isto que o seu coração diz a você...
Olhe para cada caminho bem de perto, estudando-o cuidadosamente.
Experimente-o quantas vezes achar necessário.
Então pergunte a você mesmo, e somente a você mesmo uma questão: "Esse caminho tem um coração? Se ele tem, é um bom caminho; se não tem, é inútil".

D. Juan, "brujo" Yaqui

Já publicado

Siga-me no seu email

Twitter